Vinhos espumantes

Podemos guardar vinhos espumantes?

Missão Sommelier em 1 minuto Continuem enviando perguntas que responderemos em vídeos de até 1 minuto.“Missão Sommelier em 1 minuto” é patrocinado pela TIME FOR WINE (Chapecó/SC) loja de vinhos, cervejas, destilados, licores, delicatessen e muito mais. Assista o vídeo para ver a resposta do sommelier Mario Leonardi https://youtu.be/b5HybcZAZf8 Conheça mais sobre a loja em Instagram @timeforwineccoSiga nosso instagram @mario_leonardi_somm
Leia mais

O sabor das borbulhas

Todos os vinhos têm ao menos um pouco de gás carbônico (CO²) produzido pelas fermentações. A quantidade nos vinhos denominados tranquilos é pouca e variável, geralmente percebida na ponta da língua e dificilmente detectada visualmente, como no caso dos espumantes. O gás carbônico tem gosto simples, levemente acidulado e tem grande impacto tátil e gustativo. A quantidade de CO² contribui com o frescor e a vivacidade do vinho, acentua a acidez, reforça o gosto tânico e diminui o gosto doce. Com o envelhecimento do vinho, a quantidade de gás diminui, até se tornar imperceptível.    (mais…)
Leia mais

“O produto derivado da uva que melhor nos representa é o espumante”

Desta vez entrevistamos o Sr. Adolfo Lona que fala sobre os vinhos espumantes brasileiros. Ele é enólogo formado na cidade de Mendoza na Argentina e trabalha no Brasil desde 1973. Foi Diretor Técnico da De Lantier durante 31 anos, responsável pelo vinho Baron de Lantier e do espumante De Gréville. Em 2004 iniciou seu próprio empreendimento, na cidade de Garibaldi/RS, produzindo somente espumantes sob a marca Adolfo Lona. Atualmente produz 6 vinhos espumantes, 3 pelo método charmat e 3 pelo método tradicional (champenoise). (mais…)
Leia mais