Colunistas

Bandeira líquida do Peru

O Pisco Sour, surgiu no bar Morris no centro de Lima, documentos indicam que foi no ano 1916. Em 1903 ou 1904 chegou Victor Morris, vindo dos Estados Unidos mais precisamente de Utah, para trabalhar na empresa Cerro de Pasco Mining Company, e logo no ano 1915 mudou-se para Lima e abriu seu bar. Conta a lenda, que um cliente pediu um Whisky Sour e tendo acabado o estoque de whisky resolveu fazer com Pisco sem adição da clara de ovo nem Angostura, essa mistura caiu nas graças da sua clientela. Em 1929 Morris fechou o bar, mas o coquetel…
Leia mais

Insumos para produção de cerveja

Na coluna de hoje falaremos um pouco sobre os insumos necessários para a produção de cerveja, que são basicamente: água, malte, lúpulo e leveduras, além de frutas e especiarias. Água A água é considerada um fator diferencial no processo de fabricação de cerveja. Antigamente, as cervejarias escolhiam o local de fabricação de acordo com a disponibilidade e qualidade da água. Hoje, com a descoberta de novos processos, a água pode ser modificada até atingir as características ideais, sendo um diferencial competitivo apenas o custo de correção da água. (mais…)
Leia mais

História do Café e o que é um Barista

É com grande prazer que aceitei escrever para este incrível site que aborda a cultura de A&B, com ele vamos aprender um pouco mais sobre sabores, aromas, cores, diversidade cultural entre outros. O tema que abordarei neste site é o Café, a bebida mais consumida do mundo perdendo apenas para a água. Então vamos começar do princípio, com um pouquinho de história que no meu ver é uma das coisas mais fantásticas do mundo, porque tudo tem uma história, tudo tem um começo, uma descoberta. Sejam todos muito bem vindos ao mundo do café! (mais…)
Leia mais

História da Cerveja

Coluna Cerveja  É com imenso prazer e responsabilidade que aceitei o desafio de escrever essa coluna sobre cerveja aqui no Missão Sommelier. O mundo da cerveja é muito vasto e podemos explorar uma infinidade de assuntos. Durante os próximos meses conversaremos sobre a história da cerveja e sua evolução histórica, os insumos e processos produtivos, as técnicas e escolas cervejeiras, harmonizações e o momento atual das cervejas artesanais. E por que não traçarmos um caminho paralelo entre cervejas e vinhos? (mais…)
Leia mais

Primeiro encontro de Bar

Associação Catarinense de Bartenders – Confraria do Bartender de Florianópolis No dia 04 de março/13, ocorreu nas dependências do IFSC (Campus Continente), o Primeiro Encontro de Bar.  Como falei na abertura do evento “estou vendo a concretização de um sonho”. Depois de muitos anos de luta pela união dos profissionais de bares, em Florianópolis e no Estado em geral, vejo, que agora isso está a ponto de virar realidade.  Sangue novo entrando na nossa área, parece compreender bem a necessidade da troca de experiências e de entender o colega que trabalha no bar ao lado. (mais…)
Leia mais

Pisco Peruano (Parte II) – A degustação

Conforme prometido, apresento a degustação clássica do Pisco. Traduzido do documento publicado por Soledad Marroquín Muñoz em 2008, especialista em Pisco, escreve sobre a bebida no seu blog Destilando Pisco e também trabalha em órgãos oficiais vinculados ao Pisco. (mais…)
Leia mais

Pisco Peruano (Parte I)

O título propício para esta matéria seria, Peru vs. Chile ou Chile vs. Peru, mas não. Está mais do que comprovado, que o Pisco tem origem peruana e o Chile, com sua competência marqueteira difundiu o pisco ao mundo. (mais…)
Leia mais

Whisky – Dicas e curiosidades

Recopilado do livro “Chivas 200 anos 200 dicas” publicado em 2002. Em algumas partes faço comentários pessoais. WHISKY. É uma abreviação de “Uisge  Beatha” ou “Usgebaugh” – pronuncia-se UÍSQUE BÁ -, palavras gaélicas que significam “Água da Vida”. GRAFIA. Na Escócia, Japão, Nova Zelândia, Índia, Inglaterra, e no Canadá se escreve Whisky, na Irlanda Whiskey, nos Estados Unidos, dependendo da destilaria, usa-se tanto Whisky comoWhiskey. (mais…)
Leia mais

Americano – Negroni. A evolução na coquetelaria.

Hoje vou falar de um coquetel clássico que está um pouco esquecido e que rapidamente deu origem a outro coquetel também considerado Clássico. Chama-se AMERICANO e apesar do nome, é bem Italiano. Antes de ser conhecido por este nome, era popularmente chamado de Milano-Torino pela sua composição Campari (Milano) e Vermouth originário de Torino que era elaborado por Antonio Benedetto Carpano, por volta do ano de 1786. (mais…)
Leia mais